Dicas

É possível gerir uma equipe remota com sucesso?

Especialista dá dicas de como se organizar e delegar funções no home office
Fonte: Valéria Trindade, consultora empresarial e especialista em gestão de processos. (@valeriatrindadeconsultoria).

Especialista dá  dicas de como se organizar e delegar funções no home office

Com a pandemia de Covid-19, muitas empresas foram forçadas a realizar a migração para o home office. Consequentemente, muitos líderes se viram obrigados a enfrentar o desafio de gerenciar equipes remotas.

A distância dos colaboradores é, para muitos, um obstáculo ao controle da execução das tarefas. Mas estudos e pesquisas mostram que o aumento de produtividade é uma das principais vantagens do home office. Para que as pessoas sejam, efetivamente, mais produtivas no teletrabalho, é imprescindível que os líderes compreendam quais passos devem ser seguidos para uma boa gestão de equipes remotas”, explica a mentora e consultora Valéria Trindade. 

É ideal passar por adaptação a novas formas de comunicação, ao uso de ferramentas para integrar tarefas e projetos e também pelo alinhamento de uma cultura organizacional. “Contudo, as habilidades de liderança esperadas para os líderes remotos não estão distantes daquelas que devem ser desenvolvidas por gestores que estão próximos de seus colaboradores” acrescenta.

Relacionamento 

Um passo fundamental para uma boa liderança remota é a abertura de canais de comunicação. “os líderes precisam se colocar à frente de um movimento que defina quais canais de comunicação deverão ser adotados e estabeleçam as regras a serem aplicadas na empresa”, aconselha Valéria. 

O ideal é ter cuidado especial para a forma como as mensagens serão transmitidas a distância. “Para assuntos mais delicados, é recomendável que os líderes evitam ao máximo a comunicação por texto. Nesses casos, o caminho preferencial deve ser as chamadas de vídeo, em que é possível que as pessoas se vejam”, sugere.

Para alcançar um ambiente de trabalho em que haja ganho de produtividade, é importante que os líderes se preparem para a comunicação. “É normal que ao enviar uma mensagem, esperemos uma resposta imediata. No entanto, esse desejo em grande parte de um dia de trabalho não se reflete numa necessidade de ter uma resposta imediata e em tempo real. Para que a comunicação se torne mais eficiente, é recomendável que seja estabelecida uma rotina de reuniões de operações e alinhamento”, finaliza.

Fonte: Valéria Trindade, consultora empresarial e especialista em gestão de processos. (@valeriatrindadeconsultoria).

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário