fbpx
Saúde

Home office exige cuidados com a postura

Home office exige cuidados com a postura

Após um ano de pandemia e com novo lockdown, especialista dá dicas de cuidados com a postura em casa e atividades físicas online.

Após um ano desde o início da pandemia e diante do novo decreto de fechamento dos serviços considerados não essenciais, alguns brasileiros precisaram voltar para o home-office. Com isso, é preciso redobrar os cuidados com a postura para evitar problemas e dores na coluna.

Além disso, no home office muitas pessoas extrapolam o horário de trabalho e passam horas na mesma posição. Por isso, de acordo com o fisioterapeuta André Ribas, sócio da clínica Da Matta Saúde Integral, em Belo Horizonte, fazer algumas pausas é fundamental. “A cada duas horas, pare durante 10 minutos, alongue, ande pela casa e relaxe. Isso ajudará a manter a postura e combater as dores”.

O especialista ressalta ainda a importância de organizar um local para realizar o trabalho e evitar dores no pescoço, coluna e mãos. Veja as dicas que ele separou:

  • Dorso apoiado no encosto da cadeira;
  • Pés apoiados e joelhos flexionados cerca de 90 graus;
  • Mesa firme e ajustada;
  • Monitor na altura dos olhos e teclado em frente ao operador;
  • Suporte de teclado ajustável;
  • Ângulo de cotovelo em 90 graus e punhos retos;
  • Braço junto ao corpo;

Cuidados com a atividade física online

Manter a prática de exercícios físicos mesmo em casa durante o isolamento social é muito importante, porém o fisioterapeuta chama a atenção para alguns riscos e cuidados. “Para quem vai iniciar uma atividade, o primeiro passo é passar por uma avaliação médica e fisioterápica para evitar possíveis lesões e receber uma orientação individualizada. É preciso ter cuidados como postura, materiais utilizados e o peso deles. Realizar exercícios de maneira errada pode provocar problemas na coluna e sérias dores”, alertou Ribas.

Ele acrescenta que nada de vídeo aulas, principalmente, no caso de iniciantes. “Fazer exercícios online, sem uma orientação e acompanhamento individualizado por ser muito perigoso. A distância o instrutor não consegue ver com clareza como os exercícios estão sendo praticados e você pode ir parar em um pronto-atendimento em decorrência de uma lesão. E mais do que nunca neste momento, evitar os hospitais é fundamental”, ressaltou o fisioterapeuta. 

Fonte: André Ribas, fisioterapeuta e sócio proprietário da DaMatta Saúde Integral, na região da Savassi, em Belo Horizonte (@damattasaudeintegral).

Imagem de capa: Free-Photos / Licença Pixabay

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário