fbpx
Saúde

Implantes dentários, a melhor opção para quem perdeu um ou mais dentes.

Implantes dentários, a melhor opção para quem perdeu um ou mais dentes.

Primeiramente, se você possui entre 20 e 64 anos e perdeu um ou mais dentes permanentes, seja por acidente ou extração, não se preocupe isso é mais comum do que você pensa. Nesse sentido, a substituição dos dentes melhora a aparência, capacidade de mastigar, falar e a sua autoestima.

Tratamento com implante é um procedimento que transforma um sorriso!

É empolgante um novo sorriso, porém, é preciso ficar atento aos riscos que envolvem esse procedimento e aos detalhes para que tudo saia conforme o esperado.

CUIDADOS COM IMPLANTES DENTÁRIOS

Qualquer um pode fazer o implante?

Existem exceções. Diabéticos ou hipertensos, que não estejam fazendo nenhum controle com consultas, exames e medicamentos estão vetados. Reforçam esse time, pacientes que não estejam conseguindo fazer uma boa higienização das gengivas e enfrentam problemas como gengivites, em consequência das placas bacterianas.

Posso fazer implante mesmo possuindo deficiência óssea na Mandíbula?

A deficiência óssea das mandíbulas deixou de ser empecilho, com a introdução do enxerto ósseo. Ou seja, os enxertos ósseos atualmente já podem ser feitos com o uso de osso sintético. Assim como, é importante que o paciente não demore muito tempo para fazer um implante, pois há risco de absorção do osso maxilar pelo organismo, e um enxerto ósseo será a solução para incluir massa óssea o suficiente para suportar o novo dente.

Implantes dentários existentes

Existem várias opções de implantes dentários no mercado, um para cada necessidade. Contudo, somente o cirurgião dentista saberá determinar o procedimento adequado para cada caso.

Veja abaixo os principais implantes:

1 – Implante unitário simples

Quando é necessário repor um único dente ou dentes não sequenciais. Neste procedimento, é feita a colocação de um pino e, após dois ou três meses, é inserida uma prótese ou coroa.

2 – Implante duplo

Em casos com três dentes consecutivos. Para substituir as três perdas, o profissional coloca apenas dois implantes, reduzindo o custo do tratamento, uma vez que a prótese do meio fica em um espaço vazio, apoiada na gengiva.

3 – Implante com prótese Protocolo

Nos casos em que grande parte dos dentes está comprometida, é o mais indicado, porém, necessário que os ossos estejam saudáveis para que o procedimento seja realizado.
O modelo utiliza de 4 a 8 implantes para sustentar uma prótese total fixa e o resultado é excelente, de aspecto bastante natural, oferecendo grande segurança.

4 – Implante Zigomático

Os resultados desse implante são bastante satisfatórios. É indicado para os pacientes que possuem uma severa atrofia maxilar. A fixação do pino é feita diretamente no osso zigomático (maçã do rosto), dispensando a necessidade do enxerto ósseo. Assim, o implante zigomático substitui as próteses totais removíveis.

5 – Implante com prótese Overdenture

O Overdenture utiliza de 2 a 6 implantes, e mesmo funcionando como uma dentadura fixa, esse modelo pode ser retirado para facilitar a higienização. Portanto, seu custo é mais baixo.

Quais modelos são mais utilizados?

Os modelos também são diferenciados em relação ao material e forma como são fabricados.

Veja abaixo os modelos mais utilizados.

Implante dental curto

Indicado para pacientes com déficit de massa óssea, e que não desejam se submeter ao procedimento de enxerto ósseo.
Esse implante possui dimensões reduzidas em comparação com os convencionais, mesmo assim, seu nível de estabilidade é similar ao do modelo convencional.

Implante de cerâmica

Apesar de ser ainda bem recente no mercado, já começa a despertar o interesse de pacientes e cirurgiões dentistas. A razão está na coloração que se assemelha à cor dos dentes verdadeiros, além de outras vantagens como: conforto, resistência, não oxida, não corrói e, por último, tem baixíssimo nível de toxicidade.

Implante de titânio

Por ser biocompatível com o organismo (reduzindo os riscos de rejeição), além de ter cor branca metálica e ser extremamente leve, o titânio puro é o material mais utilizado na produção de implantes dentários. Além disso, outra vantagem é que ele é altamente resistente a corrosão e é bastante sólido.

Implantes com nanotecnologias

Uma das maiores inovações na odontologia, seu tempo de cicatrização é de aproximadamente 21 dias. Outra vantagem é que esse implante tem taxas de sucesso maiores que os tradicionais, pois contam com uma cicatrização mais eficiente e uma melhor fixação óssea.

Após o implante, quais cuidados devo tomar?

Ao terminar a cirurgia, o cirurgião dentista escreverá uma receita para o paciente, com dicas de higienização da boca, alimentação, medicação, bem como, repouso para os próximos dias.

Após a cirurgia, o paciente deverá fazer repouso absoluto.
Da mesma forma, recomenda-se ficar a maior parte do tempo deitado, sem esforçar o corpo. O tempo ideal é uma semana de repouso, para que haja o sucesso no tratamento.

Bochecho
Apesar de ser recomendado para o período de recuperação, o bochecho, nas primeiras 48h, deve ser feito de forma suave, para não forçar.

E se houver sangramento, devo procurar a clínica?

Sangramentos leves são comuns após a cirurgia.
Quando o sangramento se torna mais intenso, em curtos períodos de tempo, é aconselhável retornar à clínica para que o seu cirurgião possa avaliar o problema.

Como devo fazer a higienização?

O que deve ser evitado é escovar onde foi feito os implantes (os outros dentes podem ser escovados de forma normal). Assim, região que recebeu a cirurgia só poderá ser higienizada com o bochecho e antisséptico.

Cuidados complementares

Além disso, uma recomendação é que o paciente faça compressa com gelo. O gelo é muito importante nas primeiras 48 horas, posicionando na parte externa da boca.

A alimentação nas primeiras 72 horas

O indicado é uma dieta líquida ou pastosa, de preferência fria (sorvetes, vitaminas, purê de batata).

Preciso tomar medicamentos? Quais?

Na prescrição da receita que você receberá, encontram-se: antibióticos, analgésicos, anti-inflamatórios, e até um suplemento vitamínico que irá repor as vitaminas necessárias do momento de restrição alimentar.

Como escolher uma clínica para realizar um implante?

Aspectos importantíssimos para uma escolha feliz é a infraestrutura do local, assim como, os profissionais que lá trabalham.

Quando falamos de infraestrutura, podemos citar três pontos:

  • Espaço preparado para a realização de implantes;
  • Profissionais capacitados e experientes nessa especialidade;
  • Uso de materiais de primeira qualidade.

Portanto, é de muita importância coletar indicações com parentes e amigos. Quando indicarem um profissional, pesquise sobre o trabalho dele.
Em suma, quando for se consultar, não deixe de fazer todas as perguntas que necessitar para se sentir seguro.

Uma indicação de qualidade é a Clínica Oral360. Localização: Rua Conde de Bonfim, 302 – 4º Andar – Tijuca, Rio de Janeiro – RJ.

Por: Elaine Januário

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário